Repartição
Bolo de
Coca-Cola

Esta pesquisa explora as fragilidades presentes na relação entre a memória e o apagamento

a série é elaborada com reproduções de documentos e fotografias extraídos de arquivos familiares

as dinâmicas do afeto são a característica mais marcante dessa coleção, que se desenvolve em diversas linguagens como a colagem, o livro de artista, a pintura e a cerâmica

 
Repartição 

é um ensaio visual elaborado a partir do material acumulado pelo artista em sua pesquisa acerca da relação entre memória e o esquecimento a partir do arquivo familiar.A pesquisa surgiu quando, durante uma mudança, o artista se surpreendeu ao se deparar com uma caixa recheada de receitas escritas a mão por sua mãe. Ela faleceu enquanto ele ainda era uma criança, e sua morte prematura gerou um afastamento natural entre a sua família. Por isso, encontrar esta caixa de receitas despertou nele um desejo antigo: reescrever a sua própria história através das palavras dela.Neste ensaio o artista apresenta conselhos extraídos de dentro de receitas deixadas pela sua mãe em conjunto a fotografiase documentos de arquivos familiares, a fim de desenvolver uma narrativa e dar corpo a memórias que sejam simultaneamente alheias e comuns aos seus leitores.

Repartição (2021)

Publicacão digital elaborada a partir de fotografias de documentos e imagens retiradas de arquivos familiares 

Caderneta de receitas

é um livro de artista sobre memória e arquivo familiar. Nele o artista apresenta conselhos extraídos de dentro de receitas deixadas pela sua mãe em conjunto a fotografias e documentos de arquivos familiares, a fim de desenvolver uma narrativa e dar corpo a memórias inexistentes que sejam simultaneamente alheias e comuns aos seus leitores.

O livro apresenta uma narrativa que se inicia com o primeiro encontro entre uma mãe e seu filho, se desenvolve de dentro do ambiente doméstico para fora e se encerra com a separação entre eles.
Os documentos servem como testemunhas dessa história, e a ação do tempo é percebida pelas marcas e cicatrizes deixadas nos materiais.As receitas culinárias e os conselhos representam o carinho materno e a intenção, que são características tipicamente associadas à esta figura, enquanto a caligrafia serve como impressão do gesto e sugere a presença desse conteúdo subjetivo.Além disso, a falta de nitidez das imagens permite que o leitor as complete com seus conteúdos próprios, sua proposta é de inseri-lo em um estado contemplativo sobre o tema.

Caderneta de receitas (2019)

encadernação artesanal que contém receitas culinárias, fotografias de família e diversos documentos extraídos de arquivos familiares, todos impressos a jato de tinta sobre papéis polen, sulfite, jornal e layout envelhecidos artesanalmente com chá preto, gordura e farinha

24x16,5x10cm

65B46D84-5CD0-456B-B7DF-AA1D1E596E9C.jpe
montagemcadernetadereceitas.jpg
 
 
Carta para Carolina

Carta para Carolina (2021)

Aquarela sobre papel 100% algodão e impressões a jato sobre papéis pólen, sulfite e fotográfico
11,5x14,5x1cm

 
Pavê tropical
pave tropical .jpg

Pavê tropical (2020)

díptico, colagens, impressão a jato de tinta sobre papéis sulfite, layout, jornal e fotográfico

39x52x4cm, 39x52x4cm

 
Partida
E615A2CE-CD4E-4905-BB4F-7EF06DE84A8E_1_2
73B6BE73-BA41-4AB0-942A-B64F3D49BBCD_1_2
C111B8D8-6FDF-4872-BD4D-017AEF5CA6E2_1_2

Partida (2019)

Óleo, pastel e gesso sobre tela

60x119x5cm

Lar
11A044C2-196C-4257-9431-AFE4EC87AC66_1_2
7B2D5158-8A6B-4F1A-9E69-B3F35B0453F9_1_2

Lar (2019)

Acrílica, pastel e massa acrílica sobre tela

80x80x5cm

As obras partida e lar compõem uma série de pinturas sobre a relação entre a memória e o esquecimento, e se desenvolvem a partir de arquivos familiares como o álbum de família. Além de se relacionarem conceitualmente com os limites do esquecimento, que por vezes regem as nossas memórias, a falta de nitidez das imagens leva o observador a completa-las com seus conteúdos pessoais.

Ventre

Ventre (2017)

 vaso em argila branca esmaltada elaborado a partir do molde da barriga de uma gestante

30x22x20cm

 
 
Modo de Fazer (2019)
Descoberta
Repartição
Anseio
Partida
Modo de fazer

Modo de Fazer (2019)

baú de mdf contendo, distribuídos entre 4 divisórias de arquivo, fotografias de família, receitas culinárias e documentos diversos como plantas baixas e páginas de livros, 18x13,5x11,5cm

Modo de Fazer (2019) é um livro de artista sobre a maneira como as nossas vidas acabam se distanciando cada vez mais de um ideal romântico reforçado pelas normas sociais, à medida em que envelhecemos. A obra assume um formato instalativo conforme se desdobra sobre o espaço, e envolve o leitor em uma dinâmica de reorganização dos elementos de acordo com a sua própria expectativa sobre este conteúdo.